segunda-feira, outubro 12, 2009

maracujá

e é aquela vontade estranha de não querer sair de perto, rir de uma futura calvície, contar os causos da infância distante e da adolescência que ainda faz sombra, listar os filmes já vistos e os não vistos também, fazer pouco caso se uma das partes entende mais de uma coisa do que a outra, ter intimidade pra falar coisas ridículas – e pra parecer ridículo também.
é estar junto não porque é necessário, mas pura e simplesmente pela vontade de estar.
(e eu quero)

4 comentários:

tatiana disse...

'tou na mesma.
Vou até mandar esse texto pro menino, com os devidos créditos. :)

Pitango disse...

Simplesmente vontade de estar jto... é tão bom!! =)

onomatopoepic disse...

como de costume, tudo muito bonito. irresistivelmente delicado.

e o maracujá vem de onde?

Ramon disse...

Não sei pq... mas eu tenho o costume de imaginar como vai ser o texto apenas lendo o título, ae depois começo a ler o texto em si... Você já fez isso? haha

Maracuja!
Se essa for a vontade que te acalma... maracuja ficou perfeito como título. Belos textos aqui Balan.