terça-feira, setembro 29, 2009

"(...) Diego,

essa carta é uma mentira.
Paris tem sido boa pra mim, mas sem você não significa nada.
Toda a raiva dos nossos 12 anos juntos passam por mim e só sei que eu o amo mais que minha própria vida, e talvez você não me ame assim, mas você me ama um pouco, não é?
Se não for verdade, sempre terei esperanças de que seja."


3 comentários:

Pitango disse...

A sua vida é sempre interessante de revisitar...

tatiana disse...

Bah, chorei.

Claudio disse...

Prefiro quando você posta você, mas gosto quando você posta suas referências. Teu blog é muito bom, sério!

Beijo! =*