quarta-feira, outubro 28, 2009

cura

o chão limpo reflete
a janela
(igualmente limpíssima)
o mundo se acaba em sol
lá fora
e eu aqui, hipnotizada
pelo teu cheiro
a cuidar das feridinhas
que brotam
das tuas costas

4 comentários:

Lucas Soares disse...

Bonitão como sempre, Ma.

;@

helviocampos disse...

vi o endereço do teu blog no promote do orkut, não sou nenhum crítico de arte para dar um parecer técnico sobre o que você escreve. Só fico fuçando em fusca de poesia, vi tbm que gosta de Leminski.
Então é isso...

abraço

Helvio Campos
http://alucinadoemmardepoemas.wordpress.com/

ana. disse...

"o mundo se acaba em sol"

que coisa mais linda! (:
muito amor pra você, ma.
beijinhos.

Iuri disse...

Muito legal seu blog...bem engraçado. Parabéns.