terça-feira, agosto 19, 2008

Surto

As inscrições pros vestibulares 'tão abrindo e eu não sei direito o que quero fazer da minha vida.
Essa é uma fase louca, eu só tenho 18 anos (-50 dias) e tenho que decidir o que vou fazer pro resto da vida. Como assim?
Quando eu tinha uns onze, perguntei pro meu pai que curso as pessoas que gostavam de ler e de escrever faziam. Ele me respondeu que faziam direito ou jornalismo, e foi aí que minha odisséia começou. Sim, com onze anos de idade e que se estende até hoje.
Ano passado eu decidi que faria direito. Faria direito, iria entender tudo de leis e de política. Afinal, gosto de história, filosofia e sociologia, o que teria a perder? Eu iria usar boina de feltro, sapato, participar de discussões, reviver 68. Depois de formada, iria fazer mestrado na França ou na Itália. Meu pai é advogado, 'tá no sangue. Já me imaginava até com a mochilinha do curso.
Mas aí as universidades abrem essas malditas inscrições, e me deparo com uma lista de cursos que morro de vontade de fazer. Além de direito e o tal do jornalismo, me encaram letras, história, desenho industrial, artes visuais, psicologia, cinema e vídeo (em algumas faculdades)...
Eu quero fazer direito, mas ao mesmo tempo quero escrever pra jornal, desenhar, dirigir, conhecer tudo de literatura... :~
E agora, José?

4 comentários:

Thomas disse...

é uma decisão muitoooo seéria auhau
tem que pensar beem, uma escolha errada pode te prejudicar até pro resto da vida :***

tatiana disse...

Dels, parece que estou a ler minhas próprias palavras. As escritas há 6 anos atrás (nossa, já faz 6 anos!) e as escritas agora.
Ma, todo mundo sabe que rola uma pressão insana e que os pobres vestibulandos ficam completamente perdidos. Agora, o erro maior, pra mim, 'tá em achar que essa é uma opção definitiva, imutável. Perceber que fez uma escolha errônea e trocar de curso não deve ser lá muito legal, mas também não é o fim do mundo.
Em suma: essa é uma decisão importante, certamente. Só não precisa ser tão dramática quanto os outros fazem parecer.
Boa sorte!

Ass: velha que até hoje não sabe bem o que quer da vida. :D

poeta quebrado disse...

olha, sinceramente se você gosta de ler e de escrever, posso te aconselhar a arrancar sem remorso o desenho industrial dessa lista, que por sinal é bastante semelhante a minha ( desde que consegui arranjar forças pra sair daquela porra de curso onde tudo o que importa são imagens e voltei as malditas aulas de cursinho ). no caso de as embalagens realmente te interessarem tanto quanto os conteúdos ( pra usar um papinho bem batido ), que deus guie teus dedos na hora de digitar essa... coisinha determinante.

Lucas disse...

guria, só te digo uma coisa (a mesma que meus pais me disseram): FAZ O QUE TU ACHAR QUE IRÁ TE TRAZER FELICIDADE! não importa o que dizem por aí.

e claro, deixo aqui a minha vontade de te ver num curso de comunicação social ;~

bjoz