quinta-feira, maio 15, 2008

Extensão

Já quis ser escritora, bailarina, desenhista. Quis jogar basquete, futebol, ser estilista, música ou musical. Quis ser atriz, de televisão e de teatro, jornalista, diretora. Queria ser a mais bonita, a mais inteligente, a mais bem vestida. Já quis ser tudo. E hoje? Hoje não sou ninguém.

4 comentários:

Bruno disse...

Eu levei mais 4 anos depois dos 17 pra chegar a alguma conclusão a esse respeito... e vez ou outra ainda preciso rever as escolhas.

Bruno disse...

Comentando o seu comentário: também arrisco dizer que a maioria não está nem aí para medidas sócio-educativas, mas a questão é a proposta. É a proposta de impor uma medida desse tipo que levou a construção de toda essa estrutura (que nos traz gastos), e - meno male - seria se ao menos ela funcionasse. Pior é propor, fazer, gastar e não funcionar. Claro, a gente sabe que a resposta ideal seria investir em cultura, educação de base, mas quem quer isso? Só nós mesmos, do Limbo. Porque quem tá no Paraíso não quer mexer no Inferno.

Thomas disse...

como ninguém? você é meu amor e eu sou o teu :D

tatiana disse...

Once I wanted to be the greatest...