quinta-feira, novembro 16, 2006

Pretérito Imperfeito

O que era perfeito demais não a agradava. Tanto que o ponteiro dos segundos dos relógios de sua casa estavam todos fora de sincronia, se os "tic-tac" fossem certinhos, para ela seriam ensurdecedores.
"A imperfeição dá um charme a qualquer coisa." - era o que ela costumava dizer.
Numa sexta-feira qualquer resolveu molhar a garganta. O lugar escolhido foi o boteco da esquina, o de sempre, onde já era conhecida.
Sentou em uma mesa de canto, no fundo do bar. Pediu uma cerveja e acendeu um cigarro.
Meia hora depois um cara se aproximou com duas canecas de chopp e perguntou se podia se juntae à ela. ("Ora, não terei nada a perder mesmo...")
De cara o pequeno a agradou. Usava um suéter cinza com uma camisa florida por baixo, calça justa e sapatos bicolores. A combinação era um desastre.
Engataram um assunto, trocaram papos e risadas¹. Tinham muito em comum. The Who, comida japonesa, a idade e o fato de estarem praticamente sozinhos no mundo.
Lá pelas tantas, depois da quinta garrafa de cerveja ele falou que precisava ir ao banheiro. Levantou-se e antes cochichou no seu ouvido:
"Não saia daqui, não! Você é perfeita." - e sorriu.
Ela esperou ele se afastar e gritou para o garçom amigo "pendurar' sua parte da conta, pegou a bolsa e, sem hesitar, foi embora.

¹ - Relespública

2 comentários:

Bill disse...

E lá foi ela na penumbra da noite, desaparecendo na neblina doce que já caia sobre o chão frio da mesma rua...

Moça... Nem sei o que dizer... Poder ser o que for, acontecido ou criado... Qualquer um dos dois é difícil... Assim sendo, es uma contista de mão cheia... Simplesmente perfeito. Parabéns =]
Clap clap clap clap clap clap clap

:****

tatiana disse...

Gostei dessa menina. O que é perfeito, em minha modesta opinião, não tem a mínima graça, e o que deveria ser um elogio é adjetivo que considero irritante até demais.
Uma pena p/ ele. 'tava tudo indo tão bem, podia ter passado s/ essa. Quem sabe aprende e em uma próxima oportunidade não erra mais - ao menos não nesse aspecto.

Beijo, Ma!